O contínuo crescimento do mercado digital

setembro, 2016 No Comments Marketing Digital

Crise é uma palavra assustadora. Investidores deixam de apostar em novos negócios, o poder de consumo da população se retrai significativamente, o mercado passa a produzir menos, e pronto, o caos está instalado.

O Brasil vem sofrendo alguns percalços e o setor de serviços é o que mais sente com o cenário atual. Entretanto, os empresários já entendem que o mercado consumidor, mesmo com um poder aquisitivo menor, não parou de comprar. Simplesmente mudaram a forma de consumir, procurando fazer escolhas mais inteligentes. E isso muda tudo. Vamos entender um pouco como tudo isso interferiu no mercado digital.

O mercado digital continua crescendo em 2016

“Diante de um quadro de instabilidade política, inflação alta, taxa de juros elevadas, escassez de crédito, aumento do desemprego e consequente conservadorismo dos consumidores, o varejo brasileiro deve repetir o fraco desempenho do ano passado e registrar nova queda das vendas neste ano. Por outro lado, o E-Commerce deve apresentar crescimento como ocorreu em 2015.” afirma Vitor Augusto Meira França, economista da Fecomercio-SP.

Comparado ao ano de 2015, o mercado digital obteve um crescimento no faturamento de 15,3% em relação a 2014. Os indicadores prevêem para o ano de 2016 um aumento de pelo menos 8%, atingindo um total de R$ 44,6 bilhões em faturamento.

Neste ano de 2016, diminuiu a variação do crescimento, mas continuou em ascensão, e a tendência é crescer ainda por um longo período de tempo.

Estes dados e outros você encontra aqui, no relatório Webshoppers da E-Bit.

O consumidor percebeu as vantagens de comprar online, devido aos preços mais baixos, mesmo com o frete sendo cobrado a parte, praticidade na hora de efetuar a compra, facilidade no recebimento dos produtos comprados, melhora dos processos de entrega das empresas e aumento da confiança em transações online.

Existem categorias ainda pouco exploradas no meio digital

Alguns ramos de atividade ainda engatinham quando o assunto é loja virtual. Categorias como Pet Shop, Alimentos/Bebidas, Joalheria, Construção/Ferramentas, Papelaria/Escritório, Artes/Antiguidades, Artigos Religiosos, Acessórios Automotivos, Flores/ Presentes e Saúde não conseguem explorar bem o mercado online e é justamente aí que surgem as maiores oportunidades.

As empresas que desejam montar sua loja virtual e explorar este meio de vendas, precisam se munir de bons profissionais e ferramentas que coloquem sua loja em destaque. Sistemas de análises do seu e-commerce, relatórios, pesquisas, uma ampla quantidade de informações que permitam o gerenciamento efetivo do seu negócio. A empresa logo perceberá o quanto os números precisam fazer parte do dia a dia de suas atividades. Medir resultados é fundamental, tanto na presença física, quanto na online.

Invista e colherá os frutos!

Brevemente relatamos o potencial do E-Commerce brasileiro: o quanto tem espaço para crescer independentemente da crise em que vivemos. Diversos segmentos que não são explorados o quanto poderiam, surgindo assim, excelentes oportunidades de novas categorias lucrarem.

Invista no comércio eletrônico com profissionalismo e bons parceiros para auxiliá-lo, e logo verá este novo e promissor meio digital alavancando o seu negócio.

Sucesso!

(Imagem: 123rf)